segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Mundo

(J.C.Alcantara)

Se eu estou feliz
O mundo está.

Se estou triste,
Triste o mundo está.

Eu sou o mundo
Que me rodeia.

Seu pó é o sangue
Que corre nas minhas veias.

Seus átomos, água e ar,
Me constituem como o sal ao mar.

Eu sou a luz da vela que se extingue
Bruxuleante num bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário