quarta-feira, 11 de julho de 2012

Primatas Volúveis

(A. Lessa)

Formiga no azulejo
Pelo grudado no vidro
Muito cabelo encravado no colchão...
E o resultado da briga:
O homem é tudo uns animal.

Suor manchou a parede
Colcha na terra batida
Cuspe sujando o tapete de algodão...

E o resultado da briga:
O homem é tudo uns animal.

Tênis pegando na parede
Velcro arrastando na seda
Ouro com prata dá gusa imantada...

E o resultado da briga:
O homem é tudo uns animal.

O homem bateu a porta
A mulher ficou dormindo
Chave e ardósia, um som, nenhum suspiro...
E o resultado da briga:
Homem e mulher são tudo igual.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Liberdade

(J. Peu)



Eu tenho toda liberdade
Que meu dinheiro pode comprar
Eu vendo o almoço
Para comprar o jantar
Eu tenho $1,85 no bolso
E toda liberdade
Que der para levar
E levo tudo embrulhado
Em uma página de classificados
Com todas aquelas
Ofertas imperdíveis
Eu tenho toda liberdade do mundo
Vendo com os olhos
Lambendo com a testa
Bem na minha frente Eu pego toda liberdade
Que posso carregar comigo
Para todos os lugares
Até que ela cai no chão
E se quebra em mil pedaços
Que não posso contar
Eu tenho toda liberdade
Que meu dinheiro pode comprar
Eu compro toda liberdade
Que der pra levar
Dentro do bolso
E vendo.