sexta-feira, 5 de junho de 2015

O Planeta dos Macacos

Acabei de ler nesse instante o livro O Planeta dos Macacos, de Pierre Boulle. O livro é espetacular! Particularmente gostei muito da história de Boulle. Ele fala sobre coisas densas, mas sem ser Hard, sem ser de forma difícil. Aborda o que é necessário saber, mas sem dar muitos detalhes que, no final das contas, fica meio forçado, meio chato.

Seu livro é sempre muito agradável. Ele não esquece de que estamos nos divertindo quando fazemos a opção de ler seu livro e, ao mesmo tempo, como toda boa ficção científica faz, nos dá o que pensar e faz uma grande crítica à sociedade por meio de uma sociedade de Macacos, e de cinismo.

Particularmente não achei que ia gostar do livro, posto que conheço por demais esta história. Desde os filmes antigos, cujo primeiro é um clássico do cinema, passando pelo de Tim Burton, até os recentes onde os macacos são liderados pelo César de Andy Serkis, a trama já está tão gravada no imaginário popular que não esperei ter uma experiência tão boa.

Super recomendo esse livro. Certamente um dos melhores livros que li este ano.

Aproveito para comentar brevemente sobre o livro O Caminho dos Condenados, de Roger Zelazny. Boa história de ação e aventura. Eu não consegui parar de ler (é clichê, mas é verdade). Não é tão profundo, com a passagem do tempo ficou datado, e a personagem principal parecia uma criança mimada, mas no geral é legalzinho. Também recomendo.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

O Poeta

Quem sabe porque o poeta escreve?
Escreve porque existe o belo,
E uma maneira ainda mais bela
De dizer que o belo existe.

Escreve porque existe o feio,
E uma maneira especial de dizer que o feio
Não é assim tão feio,
Nem assim tão triste,
E que se foram usadas palavras
Seletamente escolhidas,
O feio pode até se engolir.

Escreve por que existe o belo e o feio
Paradoxos, analogias e contradições.

Escreve pois tem sentimentos.
Porque não é uma máquina.
As pessoas não são máquinas.
Ele lembra-se disso o tempo todo
E, com seus escritos, tenta fazer
Com que os outros não se esqueçam.

O poeta escreve porque o belo e o feio
Existem apenas como representações
Das diferenças, todas simbólicas.

O poeta escreve por saber
Que não somos diferentes,
Por mais que todos queiram provar ao contrário.

O poeta escreve para tentar fazer
Com que os outros não se esqueçam
Que somos todos humanos.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Música

A música é o som.
A música não é o som.
Pois nem todo som é música.
Mas, toda música é som.

A música é mágica.
A música não é a mágica.
Pois nem toda mágica é musical.
Mas, toda música é mágica pura.

A música é a arte.
A música não é a arte.
Pois nem toda a arte é musical.
Mas, toda música é arte.
Assim como todo músico
É um artista em potencial.

A música é som, é mágica,
É arte, é sonho, é verdade,
É realidade, é filosofia, é religião.
É tudo e muito mais.
E, quando toca o coração,
É metamorfose que vai se
Metamorfoseando até transcender
A canção.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Mais Grande

Numa caixa de fósforos
Bem que cabe um carro
E se ela não estiver meio torta
Dá para entrar e fazer dela uma oca
Outro dia vi um sorriso no rosto do sol.

Gente grande não entende nada
Parece que quanto mais grande, mais bobo.
Olha pra nossa cara e diz:
"Que bonitinho!"

Meu pai não enxerga um sorriso no sol
Nem na lua, nem lugar algum.
Ele nem sequer olha...
E ainda diz que sou a sua cara, eu não!

Gente grande não entende nada
Parece que quanto mais grande, mais bobo.
Olha pra nossa cara e diz:
"Que fofo!"

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Bosom Friend

Eu queria ter o mundo ao alcance das mãos
E correr mais rápido que a velocidade do som
E voar mais rápido do que a velocidade da luz
Só pra chegar primeiro
E te contar as novidades antes delas aparecerem.

A vida é um jogo que jogamos
Se perdemos ou ganhamos
Isso não importa
O que importa é que jogamos.
Se ganhamos ou perdemos
A vida é tudo o que temos.
Se perdemos ou vencemos
O que não temos é tudo o que queremos.

O que eu quero?

Eu quero apenas ser seu amigo
Estar ao seu lado
E na hora da chuva te servir de abrigo.
Eu quero apenas ser seu amigo
Quando você for lutar
Quero lutar junto contigo.
Eu quero ir na frente
E te livrar do perigo
Eu quero que você me chame
Como eu te chamo de amigo.

Amigo!!!