sexta-feira, 24 de abril de 2015

Deserto

É aqui que a estrada começa
E os problemas acabam
Esvazie a cabeça
Pegue o volante
E pelo menos por um instante
Não tente pensar em nada
A não ser em não voltar tão cedo para casa.

Olhe a estrada deserta e
Aceite o convite
Pise cada vez mais fundo e
Veja outra cidade ficar pra trás
Mas cuidado com a curva perigosa
Nunca se sabe o que há
Do outro lado.

Quando você está sozinho se esquece dos problemas
Então ligue o rádio no último volume e
Ouça os sons do silêncio
O barulho da solidão e
Talvez isso lhe faça bem ao coração.

Não se preocupe com o perigo
Pois o farol ilumina a escuridão e
Estará sempre á sua frente
Continue dirigindo e
Vá sem direção e
Talvez isso lhe faça bem ao coração.

Então siga seu rumo incerto
Neste caminho deserto
Talvez isso lhe faça bem ao coração.

Então siga seu rumo incerto
Neste caminho deserto,
Deserto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário